Notícias
« voltar Petróleo || Publicado em: quarta-feira, 18 de setembro de 2019
Petróleo recua; situação na Arábia Saudita segue no radar

Preço segue em queda refletindo sinalização saudita de volta da produção a níveis pré-ataque até o fim de setembro

Perto das 10 horas, o contrato do Brent para novembro recuava 1,22%, saindo a US$ 63,76. Apesar da queda de ontem - de 6,5% - e de hoje, o Brent, que é a principal referência global, ainda está cerca de 6% superior ao preço pré-ataque, mas 13,5% abaixo do pico do ano, observado em 24 de abril (a US$ 74,50).

Já o contrato do petróleo tipo WTI para outubro registrava baixa de 1,62%, a US$ 58,38.

Apesar da estabilização, o risco sinalizado pelo ataque do fim de semana deve permanecer no cálculo dos investidores diante do temor de um conflito maior no Oriente Médio. A questão central é como os Estados Unidos e a Arábia Saudita responderão aos ataques, que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, atribuiu ao Irã.

O Ministério da Defesa saudita deve apresentar nesta quarta-feira "evidências materiais" supostamente ligando Teerã ao ataque. Já os EUA alegam que os mísseis e drones usados na ação foram rastreados até um local de lançamento no sul do Irã. Teerã já havia negado envolvimento nos ataques ao mesmo tempo que os rebeldes houthis na região vizinha do Iêmen reivindicaram o crédito pela ação.

Fonte: Valor
SITE PRODUZIDO POR WORLD DESIGNER
Detrans do Brasil
Acre AlagoasAmapáAmazonasBahiaCearáDistrito FederalEspírito SantoGoiásMaranhão Mato GrossoMato Grosso do SulMinas GeraisParáParaíbaParanáPernambucoPiauíRio de JaneiroRio Grande do NorteRio Grande do SulRondôniaRoraimaSanta CatarinaSão PauloSergipeTocantins