Notícias
« voltar Petróleo || Publicado em: segunda-feira, 6 de agosto de 2018
Petróleo opera em alta, após recuo na produção saudita e de olho no Irã
Especulações de que os EUA poderiam buscar aumento na produção do cartel de petróleo OPEC e explorar suas próprias Reservas Estratégicas de Petróleo enviaram os preços do petróleo em queda

Os contratos futuros de petróleo operam com ganhos nesta segunda-feira, em meio a relatos de que a produção da Arábia Saudita recuou inesperadamente em julho.

Às 8h21 (de Brasília), o petróleo WTI para setembro subia 1,42%, a US$ 69,45 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para outubro avançava 1,02%, a US$ 73,96 o barril, na ICE.

Os relatos da sexta-feira de que a produção saudita recuou a cerca de 10,3 milhões de barris por dia em julho, de 10,49 milhões de barris por dia no mês anterior, de acordo com delegados da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), "deu apoio” aos preços, segundo analistas do Commerzbank.

A aparente queda na produção contrariou expectativas de avanço na oferta saudita em julho. No fim de junho, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), integrada pela Arábia Saudita, e outras nações, como a Rússia, fizeram um acordo para relaxar um corte na produção. Por outro lado, analistas do ING Bank apontam que essa potencial queda na produção saudita diverge de várias estimativas. Os dados oficiais mensais da Opep relativos a julho saem em 13 de agosto.

Os preços são ainda apoiados pelo risco geopolítico relacionado do Irã. Os EUA devem hoje voltar a impor sanções econômicas contra o país, o que deve começar a pressionar a oferta iraniana da commodity, aponta a CMC Markets. A União Europeia, porém, decretou mais cedo que companhias do bloco terão amparo legal para contornar essas sanções americanas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: IstoÉ
SITE PRODUZIDO POR WORLD DESIGNER
Detrans do Brasil
Acre AlagoasAmapáAmazonasBahiaCearáDistrito FederalEspírito SantoGoiásMaranhão Mato GrossoMato Grosso do SulMinas GeraisParáParaíbaParanáPernambucoPiauíRio de JaneiroRio Grande do NorteRio Grande do SulRondôniaRoraimaSanta CatarinaSão PauloSergipeTocantins